Como devemos viver numa relação de Coaching profissional

Desde a filosofia grega clássica que a ética é a busca de uma fundamentação para encontrar o melhor modo de viver e conviver. A evolução do pensamento ético não turvou as questões de fundo propostas pelos gregos e desenvolvidas ao longo de muitos séculos. Trata-se de saber como agir, que princípios seguir num determinado contexto. Ser um agente moral significa guiar a nossa conduta por regras que devem tender à universalidade num determinado quadro de referência.


Uma conduta profissional é regulada por códigos de ética que garantem como “devemos viver” segundo princípios concretos que convidam a uma reflexão sobre as ações morais.


O Coaching regulado pelo código de ética ICF contribui para uma ação profissional sustentada em códigos de conduta. Os princípios e disposições de uma conduta ética decorrem da consciência de que estão em causa práticas rigorosas que passam pela atenção aos papéis a desempenhar na relação de Coaching, à conduta do coach com os clientes e a comunidade em geral, aos conflitos de interesse, à conduta profissional com os clientes, à confidencialidade e à privacidade.


Ser coach ICF é sustentar uma atividade num código de ética que garante, não só a confidencialidade, como um conjunto de valores estruturais na relação entre o coach e o cliente.


Quando o cliente decide investir em serviços de Coaching, para si ou para a sua empresa, deve informar-se acerca das qualificações, competências, conhecimento, certificação e credenciais do profissional que pretende contratar. O coach, segundo o código de ética, deverá identificar rigorosamente essas informações bem como garantir que podem ser validadas pela ICF, a nível nacional ou internacional. As afirmações, verbais ou escritas, devem ser verdadeiras e exatas acerca dos serviços prestados, da profissão de Coaching ou da ICF.


O estabelecimento de um contrato claro com os clientes e patrocinadores é um dos deveres do coach enquanto responsável pelo processo. Em qualquer momento que não esteja a ser cumprido o contrato ou estejam em causa conflitos de interesse ou outras questões que se prendem com a regulação ética da prática de Coaching, o recurso a um esclarecimento à ICF é sempre possível.


A ética como busca de uma fundamentação para encontrar o melhor modo de viver e conviver é, no contexto do Coaching profissional, um saber como agir, que princípios seguir e como ser um coach com os princípios fundamentais para a prática profissional consolidada na confiança.


Voltando aos gregos e ao significado da palavra: ethos significa modo de ser, costume ou hábito, termo que reflete o carácter ou a natureza de cada indivíduo. A convivência entre seres humanos e a necessidade de balizar o comportamento das pessoas fez com que a palavra ética tomasse forma e alastrasse para vários domínios da convivência humana, o Coaching é um desses domínios. Numa relação entre pessoas é fundamental que se entenda e clarifique quais os princípios a seguir. Relembrando o filósofo grego: “não estamos a discutir um tema sem importância, mas sim como devemos viver” (Sócrates, 390 a.C.).


Por: Paula Capaz, Comité de ética

https://inforh.pt/como-devemos-viver-numa-relacao-de-coaching-profissional/

0 views