11 Competências-chave ICF

As seguintes 11 Competências Chave foram criadas com o propósito de gerar um entendimento mais claro das competências e abordagens atualmente utilizadas na profissão de coaching, em conformidade com a ICF. Permitem também analisar o nível de alinhamento da formação que frequentou e a formação específica em coaching requerida pela ICF. Por fim, estas competências e a definição da ICF foram utilizadas como base para o exame de credenciação ICF Coach Knowledge Assessment (CKA). As Competências Chave estão agrupadas em em quatro clusters. A ordem pela qual são apresentadas não traduz uma hierarquia de importância, uma vez que todas são críticas para o desempenho profissional do coach.

  1. Princípios éticos e profissionais – Compreender o código de conduta e as Boas Práticas do Coaching (os standards e ética de Coaching e capacidade para) e aplicá-los, adequadamente, em todas as situações de Coaching;

  2. Contrato de Coaching – Capacidade de compreender o que é exigido na interacção específica de Coaching e de chegar a acordo com o novo cliente sobre o processo de Coaching, as suas regras de limites (e de relacionamento);

  3. Confiança com o cliente – Capacidade de criar um espaço seguro, um ambiente favorável, que permita progressivamente o respeito mútuo e a confiança;

  4. Presença – Capacidade para ser plenamente consciente e criar espontaneamente um relacionamento com o cliente, empregando um estilo aberto, flexível e confiante;

  5. Escuta activa – Capacidade de se concentrar totalmente naquilo que o cliente está a dizer ou a omitir, de forma a compreender o significado do que é dito no contexto dos desejos do cliente e para apoiar a auto-expressão desses conteúdos (do cliente);

  6. Perguntas Poderosas – Capacidade de fazer perguntas que revelem informações necessárias para o máximo benefício do relacionamento de Coaching e do cliente;

  7. Comunicação direta – Capacidade de comunicar eficazmente durante as sessões de Coaching, bem como de utilizar a linguagem que tiver o maior impacto positivo no cliente;

  8. Desenvolvimento da consciencialização – Capacidade de integrar e avaliar com precisão as fontes múltiplas de informação, e para fazer interpretações que ajudam o cliente a ganhar consciência e, consequentemente, a alcançar os resultados pré-estabelecidos;

  9. Definição de planos de ação – Capacidade de criar com o cliente oportunidades de aprendizagem contínua, durante o Coaching e nas situações trabalho / vida, e para proporcionar a tomada de novas acções que irão conduzir eficazmente aos resultados de Coaching pré-estabelecidos;

  10. Planeamento e estabelecimento de objectivos – Capaz de desenvolver e manter um plano eficaz de Coaching com o cliente;

  11. Acompanhamento do progresso e auto-responsabilização – Capacidade para manter a atenção sobre o que é importante para o cliente, e para deixar responsabilidade ao cliente para tomar medidas.

 

Encontre aqui a matriz comparativa da demonstração destas competências ICF para cada um dos níveis de credenciação. Download da matriz das competências (versão em inglês).